O PÁROCO

Pe. Ismael.JPG
ironman

O Pe. Ismael Teixeira tomou posse como pároco no dia 10/09/2017.

Nasceu em 28/10/1974, em Canaveses, no concelho de Valpaços, distrito de Vila Real.

Licenciou-se em Teologia na Universidade Católica de Braga. 

Foi ordenado sacerdote a 05/08/2001.  

Pároco e capelão universitário, fez o primeiro “ironman” em Copenhaga e criou nessa altura, em agosto de 2016, a marca “ironpriest” por ser o primeiro sacerdote a concluir a prova que inclui três modalidades: 3800m a nadar em mar aberto, 180 km de bicicleta e 42 km a correr.

HISTÓRIA

A antiga paróquia de São Mamede, criada numa data entre 1220 e 1312, teve o seu primeiro templo no sopé do Castelo, o qual foi totalmente destruído pelo terramoto de 1755. A paróquia passou então para São Cristóvão e, em 1761, para a Ermida de São Patrício a par de São Crispim. Foi transferida de novo, por carta régia de 1769, para a Ermida de Nossa Senhora da Mãe de Deus e dos Homens, a Vale Pereiro, que passou a ser a sede paroquial e, que Vieira da Silva localizou no espaço da Rua Rodrigo da Fonseca onde é cortada pelas Ruas Braamcamp e Alexandre Herculano.

Finalmente, a igreja de São Mamede começou a ser construída em 1782, em terrenos cedidos pelo Colégio dos Nobres, embora a obra tenha sofrido vários contratempos. Em 1840 estava em ruínas o que se tinha erguido, e aquando da inauguração, em 18 de agosto de 1861, estava ainda por acabar. Em 1921 ardeu completamente e foi reerguida por subscrição pública, tendo sido inaugurada a 10 de Fevereiro de 1924, com a traça que hoje lhe conhecemos. A paróquia inclui também a Capela do Rato e a Capela de Nossa Senhora de Monserrate.

de: https://toponimialisboa.wordpress.com

de: https://toponimialisboa.wordpress.com

SÃO MAMEDE

São Mamede, ou Mamede de Cesareia, é um santo venerado tanto pela Igreja Católica como pela Ortodoxa. Nasceu no séc. III, na cidade de Cesareia, que hoje tem o nome de Kayseri, na Turquia, que na altura estava sobe o poder do Imperador Romano Aureliano.

A sua vida começou em martírio, pois os seus pais Theodotus e Rufina, conceberam o santo enquanto estavam presos, pois praticavam a fé cristã. Mamede ficou desde cedo orfão, pois os seus pais foram executados, e ele teve a sorte de ser adotado por uma senhora rica chamada Ammia, mas aos 15 anos, Mamede fica completamente sozinho, pois a sua tutora morre e ele torna-se alvo do povo Romano. O jovem é capturado e torturado pela sua fé, pelo governador de Cesaria, e mais tarde pelo Imperador Romano Marco Aurélio, mas é aí que a história da sua santidade começa; diz-se que quando ele já estava fraco de tanto ser torturado, apareceu um anjo que libertou o pequeno Mamede, e lhe disse que devia ir a uma montanha perto de Cesaria, e assim o santo começou a sua jornada.

No meio do caminho lhe apareceu um grupo de leões ferozes, ameaçando o santo, mas este orou a Deus, e logo os leões ficaram dóceis, como se fossem gatos, e desde aquele momento acompanharam Mamede na sua jornada.
Acompanhado pelo leão, foi visitar o Duque Alexandre, que logo o condenou à morte, acusando-o de ligações com energias do mal, que lhe tinham permitido andar com um leão domesticado.

O Duque foi o mais agressivo e cruel, pegou em um tridente e espetou-o no abdómen do jovem, arrancando-lhe o estômago. Mesmo mortalmente ferido, o santo arrastou-se até ao cume da montanha e lá Deus concedeu-lhe um novo estômago e cicatrizou a ferida, mas disse-lhe que o seu momento de entrar no reino dos céus tinha chegado, e assim sucedeu.

No século VIII as suas relíquias e a sua cabeça, foram transportadas para Langres, para a Catedral de Saint-Mammès, em França, Catedral esta que também foi o lar de muitas outras relíquias de santos martirizados na mesma época de São Mamede. É o santo patrono de Langres, dos bebés recém-nascidos e também das pessoas com problemas de ossos, especialmente na coluna, segundo a tradição popular.

de: http://artereligiao.blogspot.pt/2011/11/5-de-novembro-sao-mamede-martir.html

Não há certezas de como chegou a devoção por este santo a Portugal, mas pensa-se que talvez tal tenha acontecido aquando da vinda de alguns eremitas vindos do oriente, fugidos das perseguições romanas. Fosse por que razão fosse, a verdade é que existem em Portugal doze Dioceses, num total de sessenta e cinco paróquias, dedicadas ao Mártir São Mamede. No calendário litúrgico o dia de São Mamede celebra-se a 17 de Agosto.

https://communioettraditio.wordpress.com/2011/01/05/sao-mamede-convertei-nossos-parentes/